El Reloj Sin Agujas

Minha foto
Levei muita rasteira de mim mesmo e dos outros até começar a entender como as coisas funcionam, mais ou menos, dentro da nossa cabeça... Daí, percebi também que as pessoas não são tão diferentes umas das outras. Foi à custa de muitos tapas na cara que sei o quase-nada que sei hoje sobre mim mesmo. (...) Já franzi muito a testa até aprender a relaxar e parar de negar coisas óbvias como: Papai Noel não existe, nem o Coelinho da Páscoa, meu pai não é meu herói, nem minha mãe é uma santa, minha irmã não é mais virgem, meu irmãozinho não é tão 'zinho', meus conhecidos não são meus amigos, e meus amigos são mais que simples amigos. É ruim aceitar de verdade que eu não sou a melhor pessoa do mundo, nem sequer a mais bem intencionada... Sou uma mistura de reticências e etcétera. Quem sabe, um angiograma ou um angiosperma. Para alguns, uma úlcera.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

JOGOS - SOCORRER OU SÓ CORRER

Solo canção
A vida suspensa por dois fios
Voz e violão

Sede mar
A vida cercada por dois mundos
Poder e cantar

Trapézio ou arame
Correr ou saltar
Morrer ou andar
Salvar socorrer
Mover-se parar
Sorrir sofrer
Chorar viver
Amar desesperar


Fortaleza, 2010.

2 comentários:

  1. Oi primo, muito legal seu blog! Agora sou sua seguidora. Tambem tenho um blog e gostaria muito que vc me prestigiasse com sua visita. O link ta ai, te espero la! Parabens pelo blog! Bjos

    http://carlaniagurgel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. essa alma de poeta aquariano agora conseguiu te dar uma rasteira e sair toda, por todos os seus buracos... e, pensando bem, tudo o que sai de todos os nossos buracos é sempre muito bom.
    As pessoas dirão que o que sai pelo buraco de baixo é merda... pergunte à terra se ela não adora essa merda e se alimenta dela!
    Beijos no coração.
    Depois dá uma lida nas minhas coisas, no meu blog...

    ResponderExcluir